Dia dos Avós

Em alguns países comemora-se o Dia dos Avós no dia 26 de Julho. Mas alguma vez te perguntaste como surgiu este dia?

 

Segundo o site Avós no Mundo, a ideia de instituir o dia 26 de Julho como Dia dos Avós em Portugal foi protagonizada no final dos anos 80 pela D. Ana Elisa do Couto Faria, com cerca de 66 anos; avó de quatros meninas e dois meninos, nascida na cidade de Penafiel.

Para a “D. Aninhas”, como era chamada pelos amigos, esta celebração era tão importante como o Dia da Mãe, ou o Dia do Pai. Representa sabedoria, e tradição familiar. Este dia tinha como objectivo homenagear a figura tutelar dos avós como guardiões das tradições familiares e como um forte componente de ajuda ao combate da solidão dos avós pelo menos num dia no ano.

Ana Elisa do Couto era uma de nove filhos e com o passar do tempo veio a perceber a importância dos seus pais na educação dos netos e como estes representavam pilares essenciais no seu crescimento.

Com cerca de dezasseis anos viajou por vários países transmitindo a mensagem do dia 26 de Julho. Não se poupou a esforços para fazer nascer o “dia”. Recorreu a diversos organismos da igreja católica, meios da comunicação social e deputados, e usava todos os meios ao seu alcance.

Após muita perseverança, em Portugal a Assembleia da Republica aprovou, pela resolução 50/2003 de 04 Junho, o Dia 26 Julho como o Dia Nacional dos Avós. Este dia foi escolhido como o Dia dos Avós porque era o dia de Santa Ana e São Joaquim, pais de Maria e avós de Jesus Cristo.

«Aproveitar um bom conselho requer mais sabedoria do que dá-lo» (Jonh Collins). Consta que ela usava diversas vezes esta frase, que lhe era muito querida quando se expressava perante jovens:

“Nós avós, encarados como  fatores de transmissão cultural, depositários da história familiar e como elo de ligação entre o passado e o futuro, permitem-nos a consideração de que a construção da sociedade futura é uma tarefa em que podemos desempenhar um papel chave(…). Com a sabedoria dos costumes, lendas e tradições, referências de enorme valor, devemos, com a realidade sempre presente, realçar os tempos duros passados onde, apesar de tudo, na cooperação social havia o maravilhoso sentimento do amor! ”

Mostra tu também aos teus avós que valorizas este dia assim como a presença deles na tua vida. Nós temos sugestões que irão sem dúvida relembrar bons momentos.

Faz um álbum digital Dreambooks com as tuas melhores fotos ou oferece um presente personalizado como uma tela, uma caneca, ou um porta-chaves, e para melhorar usufrui até 25% de desconto nos produtos assinalados.

O seu verão em imagens

Crie o seu álbum de verão

Quando vamos de férias, todos nós tiramos centenas de fotos. Aquele pôr-do-sol na praia, a bela sobremesa depois de uma refeição deliciosa, ou aquele escaldão no amigo mais branquinho e que é impossível não rir. Todos esses momentos geralmente ficam perdidos no telemóvel ou no computador quando volta de férias. Então, o que podemos fazer para reviver esses momentos? Crie um álbum digital com as suas fotos de verão, é claro. Algo físico que podemos manter e mostrar a amigos e familiares quando voltamos.

Capturar os momentos

Utilize a câmara fotográfica ou o telemóvel para registar os melhores momentos. Antes de ir para a praia verifique se a bateria está carregada para que não falhe uma única ocasião. Por vezes a qualidade do telemóvel é suficiente para conseguir uma boa foto impressa em papel ou numa tela, ou num objeto personalizado. Para isso verifique as opções do seu smartphone e selecione a máxima qualidade para as suas fotos.

Caso pretenda tirar fotos em estilo profissional tenha em consideração o material utilizado: a máquina, as lentes e o tripé, são equipamentos pesados e uma vez que irá transportar este material todo o dia, poderá trazer algum desconforto. Dessa forma, garanta que leva somente o necessário para usufruir a 100% da sua viagem.

Aproveite as horas com mais gama cromática, o pôr-do-sol é sempre um bom momento pois existe bastante variedade de tons que dá um brilho especial às suas fotos.
Fotografe as paisagens mais marcantes, as praias, os passeios em família as brincadeiras. Se quiser capturar fotografias retrato das pessoas da região tenha sempre em atenção a abordagem que faz. É importante respeitar os costumes e as pessoas para que estas se sintam à vontade e se sinta bem recebido.

As melhores imagens

Ao finalizar a sua viagem, no regresso a casa, ou numa espera do comboio, faça uma pré-selecção das suas melhores imagens. Apague as fotos que por alguma razão não ficaram bem. Assim, quando chegar a casa, poderá reviver realmente os melhores momentos.

Muitas vezes as fotos nunca chegam a ser impressas e permanecem bloqueadas no computador acabando por cair no esquecimento. Mas já pensou que está à distância de um clique para tornar essas memórias inesquecíveis?
Entre no nosso site, e com o editor Fotosport faça o upload das suas imagens de forma rápida, e imprimia-as em papel, ou em objetos personalizados como canecas e porta-chaves. Uma excelente opção é criar um álbum fotográfico.

Aliás, mostrar as fotos num álbum à sua família e amigos, é uma solução muito mais prática e elegante do que num portátil ou telemóvel.
O editor da Fotosport tem a possibilidade de escolher entre várias opções de álbuns, formatos, cores de fundo, layouts, temas, textos e muito mais. É realmente fácil criar um livro de memórias único para a sua família com os melhores momentos das suas férias.

Crie já o seu Álbum! 

Fotografa o melhor do teu festival!

Como conseguir uma boa foto do teu concerto preferido?

Tirar uma foto num concerto é uma das imagens mais difíceis de obter. Ambientes mais escuros com luzes baixas, holofotes coloridos em todas as direções e músicos que estão em constante movimento no palco .

São vários os fatores que precisam ser considerados no momento da captura. Queres enfrentar o desafio? Segue os nossos conselhos e irás perceber que não é tão complicado como parece tirar boas fotos de concertos.

1 – Controlar a Luz

 

Conseguir aquela foto perfeita de um concerto nem sempre parece fácil. A fraca iluminação e um ambiente iluminado ao acaso por focos intensos podem complicar a busca da foto perfeita.

Então, ajusta a configuração ISO da tua câmara para pelo menos 800 ou mais, caso seja possível. Ao aumentar a sensibilidade vamos conseguir uma foto mais clara. Tenta testar as capacidades da tua camera antes de fazer a captura.

Se és iniciante no mundo da fotografia, ajusta a câmara para a configuração ISO automático para que a máquina ajuste automaticamente a sensibilidade.

Aquela derradeira pergunta: devo usar um flash? A resposta é não! Isto porque o flash afeta o acabamento, ou seja, a tua foto parece branca no primeiro plano e escura em segundo plano. Além disso, o flash geralmente é proibido em concertos.

2 – Conseguir um balanço de brancos correto

Os palcos dos concertos combinam luzes baixas com uma miríade de holofotes coloridos. Isso pode causar problemas para conseguir cores nítidas  nas fotos do concerto.

Se possível, mantém o balanço de brancos  automático.

Caso contrário, ajusta o balanço de brancos manualmente, particularmente para evitar tons vermelhos que desfavorecem os rostos dos músicos.

3 – Controlar o movimento

Capturar uma imagem sem esta ficar desfocada é um grande desafio quando se trata de fotografia de concertos. Aqui está o nosso conselho para evitar fotos desfocadas, ou arrastadas:

Usa o modo de prioridade à velocidade (Speed) da tua câmara: com uma velocidade de obturação maior, irás evitar o desfoque causado pelos movimentos do (s) músico (s) no palco.

Define o autofoco para o modo contínuo (AF-C ou AI SERVO dependendo da marca). Esta configuração permite que o foco automático encontre o alvo, mesmo que o assunto se mova (basta pressionar o botão do obturador até a metade).

Usa o modo de disparo sequência para garantir que consigas capturar os melhores momentos.

4 – Aperfeiçoar o enquadramento

Tal como acontece com todos os tipos de fotografia, deverás ter em atenção ao enquadramento. Para isso deverás aplicar a regra dos terços, fulcral para a tua foto ficar excelente. Durante um concerto, uma série de “assuntos” ocupam o palco e precisam ser levados em conta: microfones, cantores, músicos e luzes brilhantes.

Não tenhas medo de colocar deliberadamente um elemento intrusivo no primeiro plano da imagem (um suporte de microfone, por exemplo). Um ângulo pensado fora da caixa pode torná-lo interessante.

Quanto à melhor posição, vai diretamente para a linha da frente se quiseres tirar retratos do artista: os ângulos contra-picados dão uma sensação dinâmica e imersiva às tuas fotos. Por outro lado, as fotos tiradas da parte de trás da sala de concertos permitem que captures melhor o ambiente do concerto.

Outra técnica para fotos de concertos bem sucedidas é brincar com a iluminação traseira, com o brilho dos holofotes em segundo plano e o artista em primeiro plano.

5 – Fotografar em RAW

Dado que as condições de iluminação não são as melhores, é aconselhável tirar as fotos em formato RAW e não JPEG, especialmente se quiseres fazer ajustes posteriormente.

De facto, a edição de imagens é praticamente essencial para corrigir todos os elementos mencionados acima (balanço de branco, recorte, etc.).

O formato RAW oferece mais margem de manobra durante o tratamento das fotos.

Ficaste desapontado com a foto final ou o balanço de branco estava incorreto? Tudo o que precisas fazer é alterar as configurações no software de edição de fotos (Camera raw, Affinity photo, Gimp ou Lightroom) .

Agora já estás bem preparado para tirar fotos de concertos excepcionais. E nada melhor do que imprimir aquela foto do teu artista preferido num magnifico poster extra grande ou numa caneca para aproveitar os frutos do teu trabalho.