Guia Essencial para os Santos Populares

Junho é o mês dos Santos Populares. As ruas ficam repletas de boa disposição. Há bailaricos e altares para os santos para que a sorte bata à porta. E, claro, não faltam arcos, balões e o cheiro dos manjericos.

Nestas festas há a tradição de oferecer à namorada ou namorado um manjerico com uma quadra a falar de amor. Esta tradição deve-se ao facto destas festas estarem associadas ao Solstício de Verão e antigos rituais de Fertilidade.

Com muitas tradições e rituais à mistura, esta festa está repleta de muita folia até o sol raiar!  O nosso guia essencial para os Santos Populares irá ajudá-lo(a) a ultrapassar esta difícil tarefa com sucesso e com diversão garantida!

Imagem alusiva aos Santos Populares

1- Calçado Confortável

Conforto é o essencial. Use aquelas sapatilhas confortáveis que utiliza para as viagens que são sinónimo de grandes caminhadas. Não precisam de ser bonitas nem o “último grito”, o mais importante é prometerem aguentar muitas horas de pé, quilómetros entre os arraiais e algumas pisadelas!

Calçado Confortável para aguentar a festa até de manhã.

2 – Locais onde a folia acontece!

Festas em Honra de Santo António em Lisboa, dias 12 e 13 de Junho

Santo António é o santo padroeiro da cidade de Lisboa.À noite a Av. da Liberdade enche-se de pessoas para ver desfilar as marchas de vários bairros de Lisboa. 

No dia 12 de junho celebra-se em homenagem a este santo casamenteiro os casamentos de Santo António.

As ruas decoradas para as festas populares
Arcos das Marchas Populares
Festa Popular São João no Porto – Dias 22, 23 e 24 de junho

No Porto, a festa é idêntica  com o acréscimo de outros usos e costumes: os foliões batem com o alho-porro ou martelinhos de plástico na cabeça dos companheiros; à meia noite é lançado o fogo de artifício em pleno rio Douro, ao mesmo tempo que se lançam coloridos balões de ar quente. A noite acaba para muitos junto à praia, para ver o nascer do sol ou para um banho matinal como manda a tradição.

Manjericos típicos nos Santos Populares
Balão de ar quente lançados na noite de São João
Festa de S. Pedro, Póvoa de Varzim,Torres Vedras,Porto Mós -Leiria – 25 de Junho a 5 de Julho

O dia de S. Pedro celebra-se a 29 de Junho. É o último Santo Popular a ser festejada, portanto é a última oportunidade de se divertir num arraial.

Altar para o São Pedro

3 – Comes e bebes

No que toca à gastronomia é obrigatória a sardinha assada, o pão ou broa, a salada de pimento, o caldo verde e para  acompanhar o vinho tinto.

Sardinhas – prato típico na noite dos Santos Populares

4 – Não pode faltar o Bailarico

Não há Santos sem um pezinho de dança. O bailarico faz reavivar a nossa folia, tudo se transforma. Até dança quem não sabe dançar!

Baile nos Santos Populares

5 – Como eternizar o momento?

Não há nada como a fotografia para registar os melhores momentos, aqueles que pretende eternizar e não quer esquecer.

Nestes Santos Populares, esses momentos não irão faltar, e a pensar nisso a Fotosport criou uma campanha de desconto de 20% para impressão de fotos e posters, exclusivo online.

Ao finalizar a sua encomenda,  basta introduzir o código promocional: FS20SP18!

Promoção Fotosport para Impressão de Fotos e Posters

 

Os Santos Populares

Dizem que a vida são dois dias e o Carnaval são três. Então e os Santos Populares? São um mês inteiro!

Esta é uma tradição que se vive ao máximo por todo o país, com muitos comes e bebes, muita música, as tradicionais marchas, os martelinhos…tudo para que esta época seja uma autêntica diversão. E é claro, uma óptima oportunidade para tirar fotografias!

Viva o Sant’António!

Santos Populares - Lisboa

Falamos do Santo António e pensamos inevitavelmente nas festas de Lisboa. O Verão já dá o ar da sua graça e as ruas enchem-se de cor, música, muita animação e boa comida ( ai as sardinhas assadas que são uma perdição!). Os bairros estão em festa, com as canções populares que convidam a um pézinho de dança. Ou a dois ou três, que isto quando o arraial começa depois dura sempre até ás tantas! Do Castelo à Mouraria, passando por Alfama até ao Bairro Alto, são muitas as opções, mas a diversão é sempre igual!

DSC_0308

Santo António é muito venerado em Lisboa, e é visto como o padroeiro da cidade. Tanto que o ponto alto, no dia 12 de Junho, destas festas, conta sempre com os tradicionais casamentos de Santo António. E no fim do dia, com o tradicional desfile das Marchas Populares na Avenida da Liberdade.

A Tradição já remonta ao século XVIII, mas as marchas tal como as conhecemos hoje nasceram no ano de 1932.

Apesar de estar relativamente perto de Lisboa, só este ano fui assistir pela primeira vez ao vivo às Festas de Lisboa, em particular às marchas populares. E nunca tinha visto nada assim. Fiquei absolutamente rendida ao espírito que se vive nestes dias pelas ruas. A camaradagem, mas ao mesmo tempo a saudável rivalidade entre os bairros de Lisboa…os cheiros, as cores, a alegria das gentes, que estão sempre dispostos a sorrir para nós e a cantar. Lisboa é dos bairros e das suas gentes, e que continue sempre assim!

Santos Populares - Lisboa

Mas as festas de Lisboa não terminam no dia de Santo António! Duram todo o mês, com várias actividades para todos os gostos e que podes encontrar ver aqui.

Viva o São João!

Santo António está para Lisboa como o São João está para o Porto. Também aqui a cidade se veste de muita animação, bons petiscos, música e festa até às tantas!

Santos Populares - Sardinhas - imagem retirada do site pixabay.com

Não se sabe em que data ao certo teve início a festa do São João do Porto. Sabe-se apenas que no século XIV, já Fernão Lopes, cronista do reino, se terá deslocado ao Porto para preparar uma visita do Rei, e tendo chegado na véspera do São João, deixou escrito na Crónica que era um dia em que se fazia no Porto uma grande festa.

Certo é que na noite de 23 para 24 de Junho, as ruas do Porto enchem-se com multidões de gente, prontinhas para viver uma noite de folia, cheia de tradições: quem conhece o São João do Porto sabe que há martelinhos e alho-porro; o fogo de artificio, os balões de ar quente, os saltos sobre as fogueiras nos bairros mais tradicionais e os manjericos com versos populares. Diversão 100% garantida!

imagem retirada de https://pixabay.com/pt/s%C3%A3o-jo%C3%A3o-festa-junina-comemora%C3%A7%C3%A3o-831834/

Viva o São Pedro!

A última comemoração do mês fica a cargo do São Pedro. Mas nem por isso é menos animada!
Como sou Sintrense, puxo a brasa à minha sardinha claro está, e sugiro-vos que visitem as festas de São Pedro, na freguesia de São Pedro de Penaferrim, em Sintra! Mais uma oportunidade para comer umas boas sardinhas assadas ( bem sabemos que o preço está pela hora da morte, mas uma vez por ano sabe sempre bem!), saltar as fogueirinhas e até comprar um manjerico com uma quadra bem romântica para oferecer à sua cara-metade!

 

DSC_0339

Acima de tudo, nos Santos Populares, o importante é que se divirta! Que passe bons momentos. E que os registe! Seja irreverente. E não se esqueça: sorria para a fotografia! Um dia mais tarde vai adorar rever essas memórias fotográficas, e vai adorar ainda mais poder mostrar essas recordações às gerações futuras…aos filhos e aos netos, que vão ficar orgulhosos de ver que se divertiu tanto!

DSC_0530

Registe tudo, e não deixe que nada fique para trás, não deixe essas recordações, duma altura tão especial quanto a dos Santos Populares, guardadas no computador ou no telemóvel.

Dê-lhes a vida que elas representam. Já pensou na imensidão de opções daquilo que pode fazer com as suas fotografias? Então saia para a rua, dance muito e fotografe muito! Depois dê uma espreitadela na nossa colecção dos Santos Populares e dê cor a essas fotografias tão especiais! A nossa imaginação não tem limite! E os seus bons momentos também não!

Colecção Santos Populares Fotosport

Em Família

Em 1993, a Organização das Nações Unidas decretou o dia 15 de Maio como o Dia Internacional da Família. Um dia particular para se celebrar junto dos que mais ama. Sejam de sangue, ou de coração, o mais importante é que com eles viva bons momentos, e claro, que registe tudo em fotografias para mais tarde recordar!

Deixamos-lhe aqui algumas dicas para que possa desfrutar deste dia (ainda por cima calha mesmo bem a um domingo!) ao máximo, e viver momentos especiais, que se podem traduzir em registos fotográficos !

1. Corrida da Mulher

A nossa primeira dica é logo para começar o dia ao ar livre, a fazer exercício! Vá lá, não pense já que não lhe apetece nada ir correr porque não aguenta nem dois minutos seguidos!

Em primeiro, pode reunir a família e fazer o percurso apenas a caminhar, o que já é uma grande ajuda! Depois, os percursos são encantadores para apreciar e ir tirando umas quantas fotografias. E, outro motivo bastante importante, é que estará o factor solidariedade, que está patente nestas iniciativas.

No Porto, realiza-se a 11ª edição da EDP Gás Corrida da Mulher. Aqui os 5 km serão desde a Alameda das Antas até à Avenida dos Aliados. Esta corrida é organizada pela Runporto.com com o apoio da Câmara Municipal do Porto, do Porto Lazer, da Associação de Atletismo do Porto e do Conselho Regional de Arbitragem da AAP. Os fundos angariados serão destinados ao IPO do Porto.

2. As Tradicionais Visitas

Se há visitas inesquecíveis, são sempre aquelas que fazemos todos juntos em família. Porque o convívio traduz-se sempre em grandes conversas, grandes gargalhadas, e claro, em grandes fotografias para comprovar tudo isto no futuro! E quem não se lembra de belos passeios no emblemático Jardim Zoológico, ou no Portugal dos Pequenitos? Aproveite este dia, junte toda a família e passe bons momentos! Temos a certeza que os mais novos vão adorar qualquer uma destas duas sugestões, e o seu dia vai ser repleto de boas recordações!

3. Fazer um piquenique

A toalha aos quadradinhos, a cesta de verga, a marmita prontinha, uma mantinha para a sesta… Já sabe do que estou a falar não já? Claro que no dia da família ( ficamos a rezar para que seja um lindo dia de sol), não pode faltar o tradicional piquenique. Estenda a toalha no chão e reúna todos aqueles que lhe são queridos. Ah, e para além de tudo o que referimos, não se esqueça de levar a sua máquina fotográfica, para captar os melhores momentos e registar todas as peripécias deste dia!

Piquenique em Família
imagem retirada do pinterest

4. Pedalar ao pé do mar

Já ouviu falar das “bicas”? São bicicletas que podemos utilizar de forma gratuita, para passear na zona de Cascais e do Guincho. Esta zona é extremamente conhecida pela sua ciclovia que nos permite pedalar com vista privilegiada para o mar, entre a Marina de Cascais e a praia do Guincho,  apreciando esta maravilhosa paisagem! Para mais informações pode consultar o site da Câmara Municipal de Cascais.

Leve a família a pedalar um bocadinho. Registe os melhores momentos, com o mar como pano de fundo. Ah, e depois conte-nos quem chegou primeiro!

bicas
imagem retirada do site http://www.cascais-portugal.com/Guides/bike-ride-cycle-cascais-to-guincho-beach-bicas.html

5. Sessão fotográfica em Família

Uma sessão fotográfica é uma boa forma de reunir todos aqueles que mais amamos, e registar esses momentos tão especiais. Porque o olho de um fotógrafo capta particularidades, capta sorrisos, capta cumplicidades, olhares e expressões que muitas vezes nos passam ao lado. Retrata emoções.

Seja no exterior ou em estúdio, aposte numa sessão fotográfica para comemorar este Dia da Família da melhor forma. Arrisque! São recordações que ficam para a vida. E que pode depois materializar das mais diversas formas: pode fazer um álbum digital com as melhores fotografias da sessão; ou imprimir aquela fotografia de alguém especial num objecto personalizado, para depois a surpreender com esse presente; ou fazer com que os melhores momentos desta sessão façam parte da decoração lá de casa!

shutterstock_57051511

Sabemos é que o mais importante é que viva este dia da melhor forma que puder.

E sobretudo, que não só neste dia mas em todos os dias do ano, possa criar novos momentos, novas memórias felizes para mais tarde recordar!

A Fotografia é uma viagem sem fim

7 horas da manhã. O dia ainda não nasceu. Sigo viagem no alfa pendular com destino ao Porto. Sinto um friozinho na barriga quando viajo, como se fosse sempre a primeira vez.

Cada vez que viajamos a experiência é diferente, mesmo que o destino seja o mesmo. Até podemos fazer exactamente as mesmas coisas, igualzinho sem tirar nem pôr, que o nosso olhar será sempre diferente!

Gosto de viajar, de descobrir novos lugares, novas gentes. Definitivamente, tenho a génese dos nossos antepassados no meu sangue. Daqueles que partiram por esses mares em busca de novos portos onde atracar, novas culturas para conhecer, novos horizontes…

Viagem ao Porto: Rio Douro e Ponte D. Luiz
Fotografia de Ana Rita Noura Silva

Olho pela janela e o sol já dá o ar da sua graça, já nos dá os seus bons dias. Digno de uma fotografia. Lá, naquele horizonte que parece tão distante e tão perto ao mesmo tempo. Naquele lugar que não sabemos muito bem onde é mas que admiramos.

A viagem dura quase 3 horas. Horas em que podemos registar tantos momentos. Tenho por companheira a máquina fotográfica. Ou o smartphone. Algo com que possa registar tudo aquilo que o meu olho vê e pelo qual se apaixona. Porque a fotografia é isso mesmo. É algo de todos e de um só. É algo tão universal e tão particular ao mesmo tempo. Tão de cada um de nós. São memórias que escolhemos captar e que assim ganham mais valor. Eternizam-se.

Viagem ao Porto - Torre dos Clérigos
Fotografia retirada do site pixabay.com.pt

Chego ao Porto e sinto-me aconchegada. O dia passa-se a descobrir cada recanto, cada rua… Vejo uma cidade sombria mas cheia de mistério. Uma cidade com tanto para nos dar.

Desde “a ribeira até à foz” como já se dizia na música de Rui Veloso.

Lembro-me de há uns dias ter visto uma imagem no Pinterest com ideias sobre decoração. E agora, ao caminhar por aqui, vejo nesta cidade todo o potencial para pôr essa ideia em prática!

Exemplo de emolduramento em caixa, retirado do blog “Athletes Abroad”, que pode ser efectuado numa loja Fotosport.

Basicamente, pegamos em objectos simbólicos de uma viagem e emolduramos tudo! Desde as moedas que nos sobraram no fim do dia, aos bilhetes do comboio ou do metro, ao postal que comprámos na lojinha da estação, quando o comboio já estava quase a partir.

Nenhuma recordação se deixa para trás! E todas elas merecem destaque em nossa casa, merecem estar à vista! Se for como eu, há sempre aquele cantinho lá em casa que ainda está meio despido, sem graça, e do qual não sabemos muito bem o que lá pôr. Então está na hora de lhe dar vida!

Quando convidarem os amigos para uma jantarada vai ser garantidamente um motivo de conversa e de avivar boas memórias. E porque não, surpreender também, a nossa cara-metade ou o melhor amigo com uma prenda destas?

Experimente! Ah, e já agora, partilhe connosco o resultado final e quem sabe até, a história da sua viagem, aquela onde tanto fotografou, e onde tanto foi feliz!